Liga Independente: intrigas em Tyrondir

banner_tyrondir

“Isso me cheira a Sszzaazitas”

– Um editor paranoico da Gazeta do Reinado

Neste artigo falaremos sobre os últimos movimentos diplomáticos da Liga Independente que vem sendo divulgados através da Gazeta do Reinado ao longo dos últimos anos. Para saber mais sobre a Liga e seu nefasto idealizador, aconselho que leiam o artigo “Liga Independente: a ameaça de Erov Kadall”.

Recentemente a Liga Independente teria enviado uma comitiva diplomática para se aproximar do reino de Tyrondir – O Reino da Fronteira – algo justificado pelo fato deste reino e Nova Ghondriann (reino integrante da Liga) possuírem certa ligação histórica com a Grande Batalha.

No entanto, os reais objetivos da Liga iam além de uma simples aproximação, pois havia um anão clérigo de Tenebra junto da comitiva – claramente um membro da facção separatista de Doherimm que apoia o uso de armas de fogo – os boatos sugerem que a Liga Independente desejava intermediar um acordo de venda de armas de fogo para Tyrondir, alegando que o exército do Reinado tem se mostrado ineficiente na defesa dos reinos membros.

Como esperado, o Rei Balek III mostrou-se contrário a tal negociação, já que o uso de pólvora e armas de fogo é proibido no Reinado, e o regente é leal à coalizão e Deheon. O fato de Tyrondir ser um reino conservador e a pólvora ser temida por sua instabilidade também devem ter contado na decisão.

Inesperado foi o regente ter caído gravemente doente dias após este encontro, e sua esposa – também contrária as armas de fogo – ter morrido de um mal súbito meses depois. Suspeitas de envenenamento do casal regencial pairam sobre no ar. Atualmente o reino é governado pelo herdeiro do trono, o Príncipe Ballak, que é um médico formado em Sallistick, reino integrante da Liga Independente…

Morte da Rainha Noêmia, tragédia em Tyrondir, noticiada pela Gazeta do Reinado #37 (DS#40)

Morte da Rainha Noemia, tragédia em Tyrondir, noticiada pela Gazeta do Reinado #37 (DS#40)

Afinal, Tyrondir pode aderir a Liga?

Em nosso último artigo sobre a Liga Independente listamos vários reinos que poderiam aderir a coalizão, e Tyrondir definitivamente não está entre eles! Quando a Aliança Negra dos goblinóides marchar rumo o continente-norte, o reino será o primeiro alvo. Mais do que nunca Tyrondir precisa do exército do Reinado, enquanto a Liga tem pouco a oferecer em termos de poderio militar. A aquisição de armas de fogo dificilmente mudaria essa situação.

Contra a adesão à Liga, soma-se também o fato de Tyrondir não fazer fronteira com os reinos da coalizão, além da forte afinidade de sua população para com Deheon, partilhando até do mesmo sotaque! (O Reinado D20, pg.67).

Neste contexto, um cenário intermediário é mais provável: cheio de influências progressistas de Sallistick, o Príncipe Ballak poderia muito bem aceitar um acordo de compra de armas de fogo, mas sem abandonar o Reinado. Este acordo geraria desconforto diplomático com o Reinado e em especial para com Doherimm, mas não acredito que justificasse uma ruptura total com a coalizão, principalmente se Tyrondir manter as armas de fogo restritas a certas unidades de seu exército.

Vale lembrar que já existe um precedente no Reinado sobre este assunto, com a autorização do porte de armas de fogo para xerifes de Azgher. Explorando esta brecha Tyrondir poderia tornar-se pioneiro no uso controlado das armas de fogo no Reinado, algo que ao meu ver se tornará consenso cedo ou tarde. Basta lembrar que O Império de Tauron – maior rival do Reinado – já usa canhões em sua marinha.

Esta solução também iria de encontro com as ambições de Erov Kadall – regente de Nova Ghondriann e idealizador da Liga – de estender sua influência política para além da Liga Independente.

Objetivos ainda mais nefastos?

Falando em Erov Kadall, podemos ir além e imaginar objetivos ainda mais obscuros por trás destes acontecimentos em Tyrondir – uma aproximação entre a Liga Independente e a Aliança Negra!

OK, isso é pura especulação, mas será algo tão improvável assim? Basta citarmos a última frase da descrição da Liga Independente no suplemento O Mundo de Arton (pg.13):

“Os boatos mais maldosos afirmam que esses reinos abririam as portas para o próprio Thwor Ironfist, se houvesse algum lucro nisso.”

Um anão devoto de Tenebra integra a comitiva da Liga Independente. Novos membros da Liga?

Anã separatista devota de Tenebra.

São “boatos maldosos”, mas onde há fumaça pode haver fogo… Favorável a este cenário temos uma recente calmaria, com a suspensão de ataques pela A.N. ao sul de Tyrondir – provavelmente devido a problemas de consolidação internos – mas que para alguns tolos pode significar que o general bugbear está contente em ficar com o continente-sul. Aliás, como o próprio Rei Balek III imaginou 10 anos atrás, quando se omitiu de enviar reforços a cidade-fortaleza de Khalifor, permitindo que esta caísse nas mãos dos goblinóides…

Esta (falsa) sensação de segurança pode levar alguns mercadores e nobres ambiciosos a tentarem criar relações diplomáticas e comerciais com a Aliança Negra. Imagine que tipos de produtos únicos o continente-sul pode ter, além de possuir uma grande população de potenciais consumidores goblinoides!

Lembrando também que a cidade voadora de Vectora já faz parada em Khalifor, mas um acordo entre reinos levaria o comércio com a A.N. para outro nível, com grande fluxo de produtos.

A aproximação com Tyrondir poderia ajudar a Liga a abrir as portas para este novo mercado, que contaria com a intermediação de clérigos de Tenebra dos separatistas anões, já que a Deusa da Noite mantém relações com Ragnar, Deus da Morte e dos Goblinoides. Dificilmente tal acordo seria permitido pelo Reinado, mas a Liga poderia montar uma rede de contrabando  no reino, com vista-grossa por parte das autoridades locais.

Armas de Zakharov, pólvora anã, medicina de Sallistick e itens mágicos de Wynlla caindo nas mãos dos goblinoides por intermédio da Liga Independente. Assustador, não?

O banner usado neste artigo é criação minha, as demais imagens são propriedade da Jambô Editora.

5 thoughts on “Liga Independente: intrigas em Tyrondir”

  1. book says:

    muito legal a iniciativa. um bloginteressante pra ajudar quem esta tentando manter vivo o mundo de tormenta.

  2. Andre Esteves says:

    Concordo, gostei muito do que li aqui. Fantástico o blog! Sei que deve dar muito trabalho, e a vida é sempre corrida, mas tudo que tem feito aqui está excelente.

  3. matheus says:

    a pólvora vai acabar com o carisma do mundo de Tormenta!

  4. Yan Ramos says:

    Concordo Matheus, nas minhas campanhas em Tormenta não deixo os jogadores usarem pólvora. Restrinjo aos NPCs e olhe lá…

  5. Cícero Leandro Jr says:

    Artigo muito bom! Tenho narrado uma campanha na Liga Independente, e o teor do artigo foi de imensa ajuda! Já vou partir para o próximo, sobre o Erov Kaddall.

    E o site está muito bonito e funcional. Parabéns à equipe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: