O Desafio dos Deuses: Jogamos a versão final na CCXP!!!

Avante, Vingadores Desafiadores da Tormenta!!!

Novamente sob a benção de Thyatis, o Área de Tormenta volta dos mortos com um dever sagrado! Saímos em missão até a fria São Paulo, entramos na Comic Con Experience e conseguimos para vocês as últimas novidades sobre o Desafio dos Deuses! Para quem não sabe, O Desafio dos Deuses é o primeiro game a se passar no cenário de Tormenta, um beat’em up, inspirado em jogos clássicos como Golden Axe e Shadows of Mystara. O jogo foi viabilizado com a ajuda dos fãs, através de uma campanha de financiamento coletivo realizada no Catarse, em 2013.

 

Contra a Tormenta

 

Samson e Selena

O Desafio dos Deuses começa pedindo para escolher o modo de jogo: solo ou cooperativo. Após decidir como encarar a aventura, o jogador é apresentado a tela de customização dos personagens, Samson, um bárbaro mercenário, e Selena, uma amazona refugiada de Lenorienn e devota de Wynna. Com um único nível de dificuldade, é a progressão dos personagens através da aventura que decide a forma como o jogo vai responder.

Nessa tela você pode decidir através da escolha dos atributos como será o seu personagem: forte, rápido, com mais acesso aos itens do jogo, etc. Além dos atributos, você também pode customizar as habilidades de cada um, que vem diretamente do RPG: Fúria, Leque Cromático, Ataque Furtivo, entre outros. As habilidades usam uma barra de pontos de magia e é necessário subir sabedoria para aumentar a taxa de recuperação.

Durante o jogo cada inimigo derrota dará XP para os personagens, que serão usados para passar de nível: a cada nível você receberá 3 pontos de atributo para aumentar seus poderes e os níveis ímpares rendem pontos de habilidades que compram novos movimentos ou aprimoram os anteriores.

A aventura começa na Batalha de Amarid, onde o Exército do Reinado se reúne sob o comando de Shivara Sharpblade para atacar a Tormenta. Samson e Selena, parte desse exército, invadem a Área de Tormenta e encontram o líder dos Lefeu, Gatzvalith. Prestes a serem corrompidos pelo Lorde da Tormenta, são resgatados por Wynna e Khalmyr para cumprir uma missão: ir ao futuro resgatar a sumo sacerdotisa de Wynna, Niala, das mãos do próprio Gatzvalith, que irá sacrificar a clériga num ritual profano e finalmente permitir a Tormenta triunfar em Arton. No decorrer do jogo, Samson e Selena irão a diferentes momentos da história de Arton para se fortalecer e reunir os poderes necessários para a missão.

Khalmyr convoca os personagens para o Desafio dos Deuses

Khalmyr convoca os personagens para o Desafio dos Deuses

Este humilde escriba que vos fala jogou o jogo por cerca de 1 hora e gostou do que viu. Os gráficos, criticados após o primeiro trailer, receberam um novo tratamento. A jogabilidade do jogo está bem intuitiva, sendo fácil emendar combos e movimentar o personagem pelo cenário. E você vai precisar! ODdD é um jogo difícil, exigindo certa estratégia para prosseguir até o final. Com cinco vidas iniciais, é fácil perder uma ou duas a cada fase, mesmo que itens de recuperação apareçam com regularidade. Os inimigos vem rapidamente pelos lados para te cercar. Samson conta com um escudo que defende apenas dos inimigos a sua frente e Selena pode se defender de todos os lados com Armadura Arcana, mas ao custo de pontos de magia.

É necessário trabalhar a movimentação e o uso de combos para não se ver numa situação complicada, embora no jogo cooperativo seja bastante simples combinar os pontos fortes dos dois personagens para facilitar a partida. Também é possível entrar em pontos especiais do cenário para comprar novos itens mágicos com os tibares recolhidos ao longo das fases.

Lenórienn, uma das fases do jogo.

Lenórienn, uma das fases do jogo.

Alguns pontos, porem, incomodaram: em determinados momentos objetos como torres ou árvores aparecem em frente a câmera e bloqueiam completamente a visão, o que pode custar pontos de vida preciosos. E embora você possa se movimentar em linhas horizontais e verticais ao atacar ou ser atacado os gráficos respondem apenas de forma horizontal, o que pode prejudicar o seu posicionamento ao defender ou atacar. No modo cooperativo também foi observado um bug durante a segunda fase que sumiu com um dos personagens após uma queda e impediu o retorno ao jogo do outro jogador após a mesma situação, fazendo necessário reiniciar o jogo e retornar a partir do último save.

Não foi possível avaliar os efeitos sonos e a trilha sonora do jogo, por conta do barulho do evento acontecendo ao redor.

 

Um Papo com os Produtores

Durante o evento também pudemos conversar com dois dos responsáveis pelo jogo: Guilherme Dei Svaldi, editor de Tormenta e um dos donos da Jambô Editora e o Edh Muller, ilustrador e chefe de desenvolvimento do jogo.

posterjogo

Pôster do jogo distribuído na CCXP e que eu não peguei =/

“É difícil alguém parar nos testes para ver as cutscenes, em geral quem vem jogar não conhece Tormenta.” disse o Edh Muller para mim. Sobre o atraso no prazo de entrega, ele comentou: “Terminamos o jogo há algum tempo, mas tiramos um tempo extra para debugar e melhorar o balanceamento do jogo. Estamos negociando com uma plataforma virtual brasileira, como o Steam, para o lançamento do jogo de em março, mas o colaborador do Catarse irá receber o jogo em janeiro. E ainda estamos vendo como será o lançamento das cópias físicas, com o jogo acompanhando o suplemento para Tormenta RPG.”

O escriba burro não tirou foto, então roubou essa do pessoal do Era de Tormenta, que está cozinhando alguma coisa pra 2015...

O escriba burro não tirou foto, então roubou essa do pessoal do Era de Tormenta, que está cozinhando alguma coisa pra 2015…

O Guilherme Dei Svaldi respondeu sobre os Diários de Desenvolvimento do game, que trariam conteúdo para Tormenta RPG :”Ficamos focados no desenvolvimento do jogo e não tive tempo para elaborar o material de jogo que acompanharia os updates. Esse material ainda será disponibilizado de alguma forma, no site da Jambô Editora.”

Espero em breve pelo lançamento do jogo, para uma resenha completa para vocês. Parece que temos aí o primeiro de uma vários jogos no mundo de Arton. Luz, cavaleiros!

3 thoughts on “O Desafio dos Deuses: Jogamos a versão final na CCXP!!!”

  1. Luan says:

    Ótima matéria, parabéns. Eu espero que eles lancem um novo trailer contando um pouco da história com a jogabilidade, pois o último trailer meio que me assustou na questão de movimentos. Vamos aguardar que esse período de correção de bugs resolva os problemas.

  2. rodrigo says:

    Eu odiei a versão mostrada no trailer… vamos ver se fizeram alguma coisa em relação a isso – ainda o jogo não me mostrou nada de interessante que me exija fazer uma compra; Agora… se fizesse um rpg de PC disso, já estaria preparando as notas…

  3. Edu Guimarães says:

    Boa matéria Zid! Investi no jogo sem grandes espectativas, mais por ser fã do cenário do que pelo projeto em si, mas quem sabe me surpreenda! 😀

    E quanto ao suplemento que parte dos colaboradores ganhariam como recompensa? Alguma novidade?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: